Artigo: Apampesp repudia decisão do Governador de excluir aposentados do Piso do Magistério, por Walneide Romano

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, dia 27 de janeiro, que o piso para professores da educação básica terá um reajuste de 33,24%. Atualmente, o piso dos professores é de R$ 2.886,24. Com o reajuste, irá para R$ 3.845,62. O anúncio foi feito pelo presidente em uma publicação em suas redes sociais, acompanhada de uma foto dele ao lado do ministro da Educação, Milton Ribeiro.

A decisão veio após um grande trabalho de mobilização de diversas Entidades da Educação para garantir que o reajuste de 33,23% fosse aplicado. Sindicatos e Associações de Professores, incluindo a Apampesp, defenderam que os critérios previstos na lei antiga do Fundeb apenas fossem transpostos para a legislação mais recente, ressaltando que a lei que trata do piso salarial dos professores continua a vigorar.

Ao anunciar o reajuste do piso, o Ministério da Educação informou que a definição do valor se deu após “estudo técnico e jurídico”, que, segundo a pasta, “permitiu a manutenção do critério previsto na atual Lei 11.738 de 2008”.

Embate com Estados e Municípios

Ainda que o reajuste seja automático a partir da publicação no Diário Oficial, há um caminho duro a ser percorrido até a aplicação de fato, visto que o aumento deve ser judicializado em breve pelos prefeitos do país. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) se reuniu também nesta quinta-feira, dia 27, para recomendar que as prefeituras não cumpram essa decisão e deem apenas o reajuste do INPC do período, de 10%. Cada prefeito, no entanto, terá autonomia para seguir ou não a recomendação.

Como ficam os aposentados do Estado de São Paulo?

Desde 2008, quando foi instituído o Piso Nacional do Magistério, o Governo de São Paulo atua para não cumprir o pagamento do piso. Foram anos de luta por parte das Entidades do Magistério para garantir que o Estado de São Paulo cumprisse a lei nacional. E quando se viu obrigado a aplicar a lei no Estado, o Governador determinou que somente profissionais com formação em magistério em nível médio e carga horária de trabalho de 40 horas semanais teriam direito ao piso. Nem os profissionais em outros níveis de carreira, tampouco os aposentados, são contemplados com os reajustes estabelecidos para o Piso Nacional, o que contribui para um achatamento desproporcional dos salários e vencimentos destas categorias. A esta política discriminatória e descabida, manifestamos o nosso veemente repúdio.

*Walneide Romano, presidente da Apampesp

39 Comentários para “Artigo: Apampesp repudia decisão do Governador de excluir aposentados do Piso do Magistério, por Walneide Romano”

  1. Até quando vamos viver dessa maneira.
    Será que a ficha desses governantes não caí?
    Se esqueceram que um dia alisaram um banco de escola?
    Tenho fé que Deus é nosso pai e não esquecerá jamais dos seus filhos..

    1. Que absurdo o que estão fazendo com nós aposentados,por acaso não somos professores que também cumprimos nossos deveres para conseguirmos nós beneficiar dos direitos cabíveis a nossa pessoa? Obrigada Apampesp por estar sempre atenta aos nossos direitos !

      1. Temos Direito adquirido depois de aposentados com tantos anos de Trabalho árduo! Educamos com amor várias gerações e hoje somos desvalorizados! Agora nos basta esperar a Justiça Divina que não falha !

  2. Pinoquio do Mal. São Paulo tem dedo podre para eleger seus representantes. O perfil do eleitor é o mesmo do perfil do eleitor do Nordeste. Uns vendem os votos por comida, cesta básica e outros, mas o câncer está nos que vendem o voto por pequenos poderes e favores. Muito triste!!!!!!!

    1. Quanta discriminação tanto do eleitores paulistas quanto dos eleitores nordestinos….. Você não pensou antes de postar um comentário infeliz como esse?Tanto os paulistas como os nordestinos são seres humanos e merecem um pouco mais de respeito, principalmente se você já foi uma educadora.. Retrate o seu comentário…. Agora sei porque os governadores nos trata dessa maneira, tem pessoas que merecem mesmo.

  3. Nós, aposentados, estamos perdendo a esperança de termos um salário digno de tudo que trabalhamos e fizemos pela educação de tantos, inclusive dos que hoje dirigem e atuam no legislativo de nosso Estado. Obrigada APAMPESP.D

  4. Pra todos nós aposentados ,trata_se de um descaso com aqueles que tanto trabalharam dentro e fora da sala de aula . Estamos indignados com essa notícia . Deveríamos ser mais respeitados , afinal com toda essa inflação, vamos fazer o que com nossas despesas?

  5. Estamos todos indignados.
    A pergunta é: o que as entidades de classe vão fazer para reverter essa situação?
    Nada adianta só reclamar. Temos que agir!!! Juntos!!!
    Sugestões, por favor!!!

  6. Misericórdia meu Deus! Só ele por nós.Logo estaremos ganhando um salário mínimo! Desanimador😞

  7. Estou indignada com tanta falta de respeito dos governantes com os professores aposentados.Eles acham que nós aposentados não vamos mais votar? Tenham a certeza que iremos as urnas sim.E daremos nossa resposta ao governador de São Paulo com os nossos votos.Obs.Devolva nosso dinheiro que foi confiscado.Tenho dito.Elzira

  8. O professor aposentado deveria ser respeitado e não excluído , temos que sobreviver como qquer outro e talvez até mais necessite do devido aumento no seu salário , visto que, tem que cuidar da sua saúde e sobreviver com dignidade.

  9. Lamentável a situação dos aposentados. Estamos iminentemente fadados ao crescente achatamento salarial, que logo estaremos ganhando o equivalente ao salário mínimo. O descaso é enorme e seremos condenados a vivermos assim até alguém fazer alguma coisa favorável. Nenhum governo tem planos para nós… é o caos!

  10. Porque nós aposentados somos tão esquecidos, será pelo fato de sermos aposentados deixamos de existir.E muito triste essa situação. Temos que lutar pelos nossos direito.

  11. Que vergonha, meu Deus. Não somos respeitados. Só porque somos idosos e não votamos. Acontece que podemos votar sim e tirar essas porcarias do poder e nossos familiares também.

    1. Sr. PRESIDENTE VOSSA EXCELÊNCIA SE ESQUECE QUE UM DIA TAMBÉM SERÁ UM INATIVO????? PROF.A SONIA MARIA NEIFE CORRÊA – BAURU- SP.

  12. Nunca me iludi com qualquer noticia vinda desses governadores ridiculos,a luta continua…

  13. O governador jamais vai dar alguma coisa para nós,,”os vagabundos “,como ele nos chama.Trabalhamos 25, 30 anos numa sala de aula e agora somos um zero a esquerda.Fico tão revoltada ,perco sono ,fico nervosa, mas que fazer?

  14. Eu, professora aposentada tenho repúdio da decisão do nosso ilustre governador,

  15. Se alimentar de que ,morar aonde? Depois de tanto trabalho estamos velhos e desprovidos de ter uma vida digna. E os remédios como é que a gente vaii ficar no final da vida viver mendigando aonde ? Só se for na mansão desse governador desalmado.

  16. Muito triste a situação atual do professor aposentado e pensionistas, vive em um estado cujo governo é ditador, não reconhece que doou seus conhecimentos por anos é hoje desvalorizado, humilhado, sendo obrigado viver de consignado por ver cada vez mais seus salários diluindo. Precisamos dar um basta nisso e repudiar toda e qualquer ação que venha nos prejudicar. Parabéns professora Walneide pelo artigo e esclarecimentos.

  17. Situação difícil do aposentado. O salário não dá o pagar convênio médico, farmácia… É vergonha o descaso conosco. Lazer então, nem se fala…

  18. É um desrespeito, inadmissível e inaceitável o que os Governos do PSDB têm feito com os professores aposentados, ficaram 20anos no poder( Estado de São Paulo) e conseguiram acabar com a Educação e seus profissionais…. Somos nós os responsáveis por formar todas as demais profissões. Todos os políticos tiveram professor, mas poucos souberem reconhecer o que foi feito por eles 😔😢

  19. Ninguem tem certeza de nada se os aposentados vai ou não ter reajuste vamos esperar pra ver.

  20. Muito triste a situação dos aposentados.Com a diminuição do salário e agora mais essa o reajuste não os inclui.

  21. Devemos orar para que o governador reveja seus conceitos a respeito do valor dos aposentados e assim concorde que o aumento seja extensivo a todos, sem distinção .

  22. E lamentável que o Governador de São Paulo pense dessa forma como também os municípios. Queremos lembar que Educação nao é despesa mas sim investimentos que podem fazer nosso país crescer.
    E queremos colocar que os aposentados tem o mesmo direito de receber, pois tiveram papel importante no Brasil.Ao contrário o Governador de São Paulo ainda na contra mao aplica aumento na contribuição previdenciária até 16%realizando verdadeiro confisco e massacrando os aposentados e pensionista.,

  23. Isso é mais um descaso com a classe. Infelizmente, não temos uma representação que realmente lute pelos nossos direitos.
    Muito se fala e pouco se faz… impossível não ter como reverter esse desconto abusivo e agora essa exclusão.
    A resposta será nas urnas.

  24. Esse Doria é um verdadeiro salafrário!
    Nós já demos nossa parcela de contribuição!
    Injusto demais!
    Temos nossa vida tomada por nossos compromissos do mês tal e qual ao dos colegas da ativa!

  25. Acho que entidades representativas como está Apampesp tem que tomar a frente e agir a nosso favor, em busca de soluções que façam com nos aposentados sejamos tb beneficiados com decisões como essa do nossos governantes. Não vai resolver nada ficar de braços cruzados esperando por eles.

    1. Professora Ligia Ester, a Apampesp se destaca justamente pela defesa intransigente dos direitos do professor aposentado. Acompanhe o nosso site, o nosso jornal e as nossas redes sociais para acompanhar todas as nossas lutas nos âmbitos político e jurídico.

  26. Pela CF o aposentado com paridade tem direito aos reajustes salariais, mesmo o decorrentes de novos planos de carreira? E daí?

  27. Pessoal ! li acima várias reclamações, xingamentos, xoros e tudo mais, sobre o pouco caso que os Governadores fazem conosco Professores aposentados, porem , a gente percebe que nas eleições , tudo fica para trás, os aposentados esquecem dos Governadores assaltantes, que retiram tudo o que tínhamos por direito adquirido, aí vão lá nas URNAS e pá, o cara esta eleito novamente, assim não dá né minha gente, vamos sim para as URNAS, mas vamos votar consciente,é só não eleger novamente esses CRÁPULAS ASSASSINOS DE PROFESSORES, não se esqueçam, nossa vingança esta nas ELEIÇÕES.

  28. DORIA…JAMAIS VOU CHAMÁ-LO DE EXCELENTÍSSIMO OU ILUSTRÍSSIMO ,POIS TEU CARGO DE GOVERNADOR PARA MIM, NÃO PASSA DE UM EMPREGO,POIS EU, COM MEUS IMPOSTOS, É QUE PAGO JUNTO COM MILHARES DE PAULISTAS O TEU SALÁRIO.VC É QUE TEM QUE SE DIRIGIR A MIM COM EXCELENTÍSSIMO OU ILUSTRÍSSIMO.SUAS ATITUDES COM OS APOSENTADOS ,NÃO É A MESMA QUANDO O TEU REAJUSTE SALARIAL QUE TE PAGO!INFELISMENTE EU NÃO POSSO TE DAR O TROCO!

  29. DORIA…ME RESERVO O DIREITO DE CHAMÁ-LO ASSIM,POIS TU É MEU EMPREGADO,SOU EU E MILHARES DE APOSENTADOS QUE PAGAM TEU SALÁRIO.ME CHAME DE ILUSTRÍSSIMO OU EXCELENTÍSSIMO!PENA QUE NA HORA DO TEU REAJUSTE DE SALÁRIO ,NÃO POSSA TE DAR O TROCO!!! A SUA FALTA DE RESPEITO COM ESTA CATEGORIA QUE NÃO EXERCE MAIS A PROFISSÃO POR DIREITO,PELO TEMPO,PELA IDADE DEVERIA SER RESPEITADA…POIS VC APRENDEU A LER E ESCREVER ATRAVÉS DE UM PROFESSOR E TU DEVE TER SIDO UM PÉSSIMO ALUNO…NÃO APRENDEU A TER RESPEITO PELOS MAIS VELHOS!

  30. É um absurdo o que o Dória está fazendo com nós, professores aposentados, além de não reajustar nossos salários ainda teve a coragem de nos saquear com essa contribuição previdenciária. Até quando seremos roubados? Já imaginou esse cara na presidência, vai fazer o mesmo com todos os beneficiários do INSS. Aos que me Leem , pensem bem antes de votar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.