A VIDA É CÍCLICA – E o Point agora é a APAMPESP

Iniciei a minha carreira no Magistério Público do Estado de São Paulo em abril de 1970, na Escola Estadual Dr. Marrey Júnior, em Presidente Prudente.

Esta vontade de ser Professora foi por inspiração e imitação àquelas Professoras elegantes, de “taier”, colares, brincos, sapatos de salto alto combinando com a bolsa e de saber notório, isto no antigo curso primário, ginásio e o Curso Normal, isto é, na segunda metade do século XX e durante o período da Ditadura Militar.

Ser Professor ainda era uma Profissão respeitada pelos governantes, alunos e a sociedade e com salários dignos. O Professor Primário só trabalhava em um período, ou seja, uma jornada de 20 horas semanais.

A minha primeira Diretoria era jovem, bonita, muito elegante, competente e muito respeitada por todos (Professores, alunos, funcionários, supervisores).

Ela é a Professora aposentada Maria Angelina Cardozo Silva.

Mas a vida não pára. Ela é muito dinâmica. Lá no final da década de 70 tomamos novos rumos.

Em 1984, nossos caminhos se cruzaram novamente, fui convidada para vir trabalhar na Equipe Técnica da Divisão Regional de Presidente Prudente – DRE/PP, como Assistente Técnico de 2° Grau, hoje Ensino Médio.

Quem era a chefe da Equipe?

Ela, a Professora Maria Angelina, minha primeira Diretora, 14 anos depois.

Mais uma surpresa agradável: a minha Professora de Sociologia no Curso Normal no ano de 1968, Helena Carolina Martins Marrey, que era neta do Dr. Marrey Júnior, esta era Assistente Técnico de Planejamento da DRE/PP, era o momento de abertura política (1984), novas propostas de trabalho da Educação do Estado de São Paulo, viajamos juntas muitas e muitas vezes para os órgãos centrais: CEE / SEE / CEI /CENP, Congressos, Simpósios, Bienal do Livro, pelas 09 Delegacias de Ensino jurisdicionadas à DRE/PP, implantação do Ciclo Básico, dos CEFAMs (Centro Específico de Formação e Aperfeiçoamento do Magistério), das Novas Propostas Curriculares etc.

Em 1995, assume o Governador Mário Covas, chegou como um trator com tração nas quatro rodas. Numa canetada dia 01/01/1995, através do Decreto n°39.902/95, extinguiu todas as Divisões Regionais de Ensino. Novamente nos separamos, uns se aposentaram, quem não tinha essa possibilidade teve que retornar aos cargos de origem.

A Professora Helena Carolina prestou a prova para ser Dirigente da Diretoria de P. Prudente, me convidou para assessorá-la na elaboração do seu Projeto de Trabalho. Ela foi aprovada. Eu havia me aposentado e prestei um novo concurso como Professora de Geografia e fui trabalhar na EE Adherbal de Paula Ferreira, na cidade de Itapetininga, mas, uma vez mais recebi um convite da Dirigente da Diretoria de Ensino de P. Prudente para integrar a Assistência Técnica Jurídica.

Foi aí que tive a felicidade de conhecer e trabalhar com as Professoras Maria Bueno do Nascimento, com a Professora Sônia Maria V. de Aquino do setor do Planejamento e a Supervisora de Ensino Naíde Videira Braga; pessoas sérias, íntegras, competentes e compromissadas com o trabalho na Educação.

A Professora Naíde era a 1° substituta da Profa. Helena Carolina que esteve entre a Divisão Regional e a Diretoria de Ensino por aproximadamente, 20 anos de trabalho e na sequência a Profa. Naíde foi a sucessora da mesma, à frente da Diretoria de Ensino por aproximadamente uma década, onde se aposentou.

Atualmente somos todas aposentadas e associadas à APAMPESP de Presidente Prudente.

Mas o que me levou a relatar estes acontecimentos?

É que no último dia 07/04/2021, liguei para cumprimentar a minha 1° Diretora, Maria Angelina pelo seu aniversário. Ficou muito feliz e durante o longo e saudável papo, disse-me que estava vendo o Informativo da APAMPESP – P. Prudente 2021, e se deparou com o nome da nova associada Profa. Maria Bueno do Nascimento. Ela ficou pasma, porque a referida aposentada foi aluna da mesma no antigo curso primário. Imediatamente já lhe passei o número do celular para que ela entrasse em contato com a sua brilhante ex-aluna.

“A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade”, disse Clarice Lispector.

Queremos depois da vacinação e do controle da Covid-19 voltar às nossas atividades físicas, recreativas, culturais, de lazer e muitas viagens. Apesar das pauladas que levamos dos nossos governantes e de alguns segmentos da sociedade, somos como tiririca, não desistimos nunca. Juntos somos mais fortes. Unidos jamais seremos vencidos. Viva a APAMPESP!!!

Por Cícera Barbosa da Silva, conselheira da Regional da Apampesp – Presidente Prudente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.