Nota de Repúdio

A Apampesp vem a público repudiar o caso de vandalismo e de agressão ocorrido na Escola Estadual Maria de Lourdes Teixeira, em Carapicuíba, no dia 31 de maio. Em vídeos que circulam nas redes sociais e que ganharam repercussão na imprensa através da uma matéria exibida no programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (dia 2 de junho), dez alunos arremessaram livros e cadeiras, destruíram uma sala de aula e ameaçaram uma professora.

Até o momento de publicação desta nota, a Justiça decidiu internar na Fundação Casa três dos alunos detidos. Por determinação da Vara da Infância e Juventude, outros seis estudantes que haviam sido apreendidos pela Polícia Civil foram liberados. Ainda por decisão judicial, outro aluno identificado pela investigação não foi detido. O Ministério Público informou que irá recorrer da decisão da Justiça. A Promotoria da Infância e Juventude pedirá a internação dos dez estudantes envolvidos nas ameaças e nos atos de vandalismo.

Ao passo em que acompanha a decisão da Justiça, a Apampesp cobra do Governador do Estado, João Dória, e do Secretário de Educação do Estado, Rossieli Soares, a contratação de mais professores e de mais funcionários do quadro de apoio para as escolas. É de conhecimento da sociedade o grave momento enfrentado pelo ensino público em todo o Brasil. Escolas com estrutura deficitária, professores mal remunerados – principalmente no Estado de São Paulo, o mais rico da nação – e sobrecarregados.

Educação é um processo de construção cuja formação se dá nas salas de aula e através das famílias, principais responsáveis para o sucesso do ensino-aprendizagem. Reforçamos a necessidade de resgate dos vínculos familiares. Lembramos do período em que os professores eram respeitados em sala de aula. Defendemos e exigimos a valorização e o respeito profissional por parte do Governo, dos alunos e da sociedade como condições básicas para que a Educação siga exercendo o seu papel de catalisadora das grandes transformações sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *