2021 e o livro “1984”, de George Orwell – Por Diva Lea Batista

Por Diva Lea Batista da Silva, presidente do Conselho Deliberativo

O livro “1984”, do escritor inglês George Orwell, escrito em 1948 e lançado em 1984 (ou 1985, há dados divergentes), de acordo com algumas fontes, foi considerado, na época, uma obra de ficção científica, que se tornou uma realidade neste século. Vejam só a expressão “Big brother”, que associamos a um reality show da TV Globo, criado por produtores holandeses, e exibido no Brasil desde 2002. Expressão que nasceu deste livro!

Os aparelhos de televisão atuais não são tão dinâmicos como as “teletelas” do livro “1984 que, ao mesmo tempo que enviavam imagens de propaganda ao telespectador, serviam de instrumento de espionagem ao Big Brother, porque captava tudo o que os telespectadores faziam. Grande forma de controle social!

E atualmente, o que temos? Há câmeras de vigilância em quase todos os lugares. Agora, um acidente de trânsito, um roubo, por exemplo, é muito mais fácil de descobrir. Na maioria das vezes, o ato é gravado em uma câmera, e o infrator é denunciado e encontrado. Muitas casas, quintais e ruas, temos câmeras nos filmando. Computadores, notebooks, tablets, celulares, aparelhos também com câmeras. Somos vigiados o tempo todo. Isso pode nos trazer segurança, mas também gera um desconforto tremendo.

No livro “1984”, quem está por trás de todo esse controle é um “Grande Irmão”, conhecido como Big Brother. O que, na época, era uma metáfora de controle do governo sobre tudo aquilo que a população fazia.

Serviços de busca, redes sociais, como Facebook, Instagram, Whatsapps, Twwiters etc. fazem isso abertamente, porque muitas pessoas já expõem suas vidas, espontaneamente, abertamente, e se esquecem que essas informações podem ser voltadas contra si mesmas. E não é o que tem acontecido atualmente? E ainda, quanto às peças publicitárias, pessoas compram mais e mais ou passam um tempo enorme de suas vidas em frente dessas telas, e isso também acontece nas ruas. Podemos ver painéis enormes de propaganda, muitos até animados, que podem nos convencer a comprar produtos que não precisamos.

Outro aspecto que destaco no livro “1984” é a “novilíngua”, uma nova língua mundial, criada pela chamada “polícia do pensamento”, que denunciava as pessoas que eram contra o sistema ou faziam qualquer coisa errada e assim controlavam a história.

E agora? Se vc scrv de forma resumida nos sms e dv ter pcbido q, qd as xxx, vc scrv certo é visto com desconfiança por cts pessoas. E se não usa este tipo de escrita pode ser excluído da vida digital.

E nossas compras? Grande parte delas é paga por cartão de crédito ou débito e, atualmente, temos o PIX que, queiramos ou não, deixa um rastro do tipo de nossa vida e até de nossa personalidade. Temos aqui outra alusão ao livro de George Orwell: as pessoas tinham suas vidas controladas, só compravam itens de extrema necessidade.

Este artigo é apenas um ponto de partida àqueles que se interessarem em saber como o nosso mundo atual foi imaginado por George Orwell, em 1948, e quantas coisas já aconteceram e estão acontecendo… Falta de privacidade na internet e nas ruas, com câmeras espalhadas para todos os lados, desvalorização das relações familiares, diminuição dos contatos físicos com conversas. Seria um bom começo para quem ainda não fez a leitura da obra “1984” e observar quanto do século XXI está presente nela!

Acrescento aqui alguns artigos da internet…, curtos, que podem levá-los a descobrir a atualidade deste livro. Mais uma vez descobri que as palavras “saber” e “sabor”, além de terem a mesma etimologia, nos levam a descobrir cada vez mais que a leitura é uma colheita de ideias que podem nos trazer muito prazer!

Leia mais em:

7 tecnologias sinistras do livro “1984” que são uma ameaça na atualidade. Disponível em:

http://www.tecmundo.com.br/curiosidade/25857-7-tecnologias-sinistras-baseadas-no-livro-1984-que-sao-uma-ameaca-na-atualidade.htm#ixzz2WW0YJxvl. Acesso em: 12 jul. 2021.

A atualidade do “Grande Irmão”, de Orwell. Disponível em: http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp?artigo=1476. Acesso em: 02 fev. 2020.

SOUZA, Graziele. A atualidadedolivro “1984”, de George Orwell. Disponível em: http://www.comciencia.br/a-atualidade-do-livro-1984-de-george-orwell/. Acesso em: 11 jul. 2020.

1984” (Filme). Ficha Técnica: Inglaterra, 1984. Duração/Gênero: 113 min., Drama. Direção: Michael Radford. Roteiro: Michael Radford, baseado em obra de George Orwell. Elenco: John Hurt, Richard Burton, Suzanna Hamilton, Cyril Cusack, Gregor Fisher, James Walker.

2 Comentários para “2021 e o livro “1984”, de George Orwell – Por Diva Lea Batista”

  1. Olá Professora Diva Lea.
    Parabéns pela indicação do Livro “1984”.
    O inglês George Orwell, teve uma visão muito ampla, mais de sete décadas ele já denunciava uma série de proteções , mas ao mesmo tempo um desconforto total à vida do ser humano.
    Uma visão antecipada em mais de 70 anos do que estaríamos passando e vivendo no século XXI.

  2. Olá, Profa. Diva Lea, parabéns pelo Dia do Professor!

    Muito bacana sua dica de leitura. Deixou um gostinho de quero mais rsrs.
    Gosto muito do Aldous Leonard Huxley (Godalming, 26 de Julho de 1894 — Los Angeles, 22 de Novembro de 1963) também,
    principalmente seu livro “Admirável Mundo Novo” – Brave New World (1932) -, que inspirou Dalí (Espanha – início do séc XX) e outros artistas como a banda inglesa Pink Floyd (The Wall – 1979, 1982) por exemplo, por suas referências imagéticas psicodélicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.