Apampesp divulga Nota de Repúdio ao Decreto nº 65.021 e anuncia medida judicial

A Apampesp – Associação de Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo – vem a público manifestar repúdio e indignação em relação ao Decreto nº 65.021, de 19 de junho de 2020, e publicado no Diário Oficial do Estado no último sábado, dia 20.

O decreto dispõe sobre a declaração de déficit atuarial no Regime Próprio de Previdência do Estado e estabelece que “havendo déficit atuarial no Regime Próprio de Previdência do Estado”, o Governo aumentará a cobrança de contribuição previdenciária para quem recebe mais de um salário mínimo. Na mesma edição do Diário Oficial, a Secretaria de Projetos, Orçamento e Gestão declarou o déficit atuarial e a SPPrev estabeleceu o prazo de 90 dias para iniciar a cobrança.

Em um momento tão delicado quanto o de uma pandemia, é inaceitável que o Governador jogue nas costas dos aposentados a responsabilidade das contas da Previdência do Estado. Vale destacar que o grupo mais afetado pela quarentena e mais necessitado de ter os recursos preservados são os idosos. Os professores aposentados, após décadas de vida em salas de aula e de todos os anos de contribuição, mais uma vez são atacados e penalizados.

A Apampesp reafirma a sua luta histórica em defesa do professor aposentado e informa que o Departamento Jurídico da Entidade está elaborando medida Judicial com o objetivo de impedir o desconto da Contribuição Previdenciária (SPPREV) nos proventos dos aposentados e pensionistas que recebem abaixo do teto do INSS, previstos no Decreto 65.021/2020 do Governador Dória.

São Paulo, 22 de junho de 2020

47 Comentários para “Apampesp divulga Nota de Repúdio ao Decreto nº 65.021 e anuncia medida judicial”

  1. Que absurdo! Estou aposentada desde 2015 e desde então não tive reajuste salarial, o meu salário mal dá para pagar as despesas mensais, pq tudo foi reajustado menos o salário do aposentado e ainda querem tirar mais do meu salário? Cadê o dinheiro que o governo está poupando com o não pagamento aos professores eventuais que são milhares? Gostaria muito que esses governantes tentassem viver com o meu salário por um mês.

    1. Está em tramitação na ALESP o Projeto de Decreto do Legilslativo nº23 de autoria da Delegada Graciela, que tem o objetivo de SUSTAR os efeitos do Decreto 65021/20 que exige contribuições de 12% e 14% a TODOS os aposentados e pensionistas que recebem ABAIXO do teto de INSS.
      Eu peço a todos que se sentirem lesados com essa cobrança, que enviem e-mails aos deputados estaduais para que votem em concordância com a SUSPENSÃO dessas cobranças

      1. É inaceitável esse decreto, não é justo tirar dos aposentados, que já tiveram redução de salário ao se aposentar, além de não receberem aumento, colocar nas nossas costas mais essa conta, justo num momento tão complicado como o que estamos vivendo…ABSURDO

  2. Inaceitável e imoral!! Chega de publicações como essas na calada da noite, sem comprovação e sem discussão sobre a real necessidade desse decreto! É preciso discussão com a sociedade e comunidade escolar sobre o assunto. Chega de ordens vindas do cume da pirâmide!!

  3. É inadmissível passar anos sem aumento e ainda diminuir o nosso salário. Fora carrasco dos funcionários públicos.

      1. Mais uma vez somos alvo de arbitrariedades desse governo que eleito só governa para si próprio . Não vê um palmo além de vantagens políticas futuras . O professor como sempre é a classe desvalorizada que trabalha , apesar de tudo , pelo amor a vocação , visando antes o futuro de seu aluno .

  4. Boa noite!
    Sou professora aposentada desde 2018. Filiada à apeoesp. Gostaria de saber como faço para me filiar a apampesp.
    Aguardo resposta. Obrigada

    1. Procure no Google o fone da APAMPESP de SP ou de sua região.Eles lhe enviam os papéis por e-mail.É simples o procedimento.Sou aposentada há 20
      anos,e essa associação é a q melhor nos representa.E,por favor,divulgue na sua cidade entre professores.A mensalidade é muito baixa e a associação funciona muito bem.Pago outra,bem cara,que não funciona…

    2. O telefone da nossa Central de atendimento é :
      (11)3255 -6269 ou se preferir entre em contato pelo meu e-mail que posso te ajudar.

    3. Um descaso muuuuuito gde com a nossa categoria, estamos sem aumento a anos, pois os nossos governantes se recusam a nós pagar o q por direito já ganhamos e querem jogar nas nossas costas a dívida q eles mesmos contrairam, gastos absurdos e abusivos em nome de uma pandemia e nós q já continuamos , Mesmo aposentados contribuindo com a previdência, ter q dispor ainda mais…isto é inaceitável

  5. Apoio integralmente a moção de repúdio e indignação da APAMPESP em relação ao decreto 65.021 de 19/06/2020.

  6. Estou revoltada com essa atrocidade do Dória. Deus abençoe a gestão e o judiciário da Apampesp pelo empenho em nos ajudar. Sucesso nesse enfrentamento, precisamos derrotar esse governo ditador facista com o seu decreto inconstitucional.

    1. O telefone da nossa Central de atendimento é :
      (11)3255 -6269 ou se preferir entre em contato pelo meu e-mail que posso te ajudar.

    1. O telefone da nossa Central de atendimento é :
      (11)3255 -6269 ou se preferir entre em contato pelo meu e-mail que posso te ajudar.

  7. É preciso divulgação deste Decreto e das medidas tomadas na TV. Do contrário, creio, a nota de repúdio não terá o efeito esperado. O que move as ações políticas é a opinião da sociedade, especialmente, neste ano, que se cogita a votação facultativa nas eleições.

  8. Somos os primeiros a pagar o pato.Sem reajuste,sem abonos e ainda quer tirar do nosso minguado salário.repudio.

  9. Estou indignada com essa atitude do nosso governador. Já contribuí por 25 anos com a previdência, não acho justo voltar essa contribuição.

  10. INADMISSÍVEL esse ação do GOVERNO estadual.
    Quer retirar do aposentado ? Justamente esse w não tem aumento real de salário ja faz um hom tempo.

  11. Um absurdo não podem deixar esse governo corrupto fazer isso! Prq não tiram suas regalias seria mais que suficiente inaceitável! Obrigada!

  12. É inacreditável!!!! Cada vez fica mais difícil para nós que tanto trabalhamos pelo engrandecimento do Estado de São Paulo!!!!

  13. Nos professores aposentados
    Precisamos muito da colaboração judicial da APAMPESP e esperamos consegui-la ! É injusto esse decreto do sr governador visto que pagamos p corretamente todos nossos impostos na vida profissional ativa e já estamos muito defasamos monetariamente . Agradecemos e apoiamos qualquer luta e decisão dessa entidade !

  14. É um absurdo, mais uma vez o funcionário público ser penalizado por conta dos muitos empresários que sonegam impostos neste país. Tem tanto empresário sonegando impostos e o funcionário público que leva a previdência à falência. Sempre sobra para o funcionário público e agora ainda pior, querem descontar nas costas dos aposentados. Nós nunca faltamos com a nossa constituição, pois já vem descontados em folha de pagamento. Deixo aqui a minha indignação contra esse decreto e esse governo.

  15. Apoio integralmente a moção de repúdio e indignação da APAMPESP em relação ao decreto 65 021 de 19/06/2020

  16. Ê no mínimo vergonhoso !
    Penalizar mais uma vez o aposentado que não vê a cor de um aumento faz tempo…
    A pandemia servindo de desculpa para tudo .
    Pq não começa a economia cortando as regalias do alto escalão ? Nos seus ganhos não pode , né ????

  17. Meu repúdio a esse governador que enganou a todos!
    Estou aposentada desde 2013, e muito antes disso não me recebi um aumento se quer! 32 anos em sala de aula para receber um salário que mal Da para pagar as contas!
    Meu repúdio acesse ser repugnante!

  18. Trabalhei e contribui durante 38 anos, estou sem aumento a muito tempo, o ordenado mal dá para pagar as contas, ele vem com este absurdo. Até com o nosso cargo eles terminaram. Sou secretaria aposentada.

  19. Revoltante!! Como podem tirar, de quem não ganha o suficiente para manter as suas contas em dia??
    Uma vergonha essa afronta, a quem dedicou anos e anos
    ao ensino público, com o mínimo de recursos.

  20. Tive vontade de chorar! Nossa vida já não é fácil,e agora somos burro de carga deste governador mentiroso,!!

  21. É muito cruel e injusto para nós q partilhamos uma vida e nossa saúde para a escola pública , sem apoio nenhum.
    Hoje sem aumento, tudo subindo de preço, estamos vivendo com um salário miserável q não dá nem prós remédios

  22. Esse governador não tem respeito para conosco
    Não age como autoridade e sim com autoritarismo.

  23. E vergonhoso esse governador nao respeita a classe d professores já tão prejudicado com baixo salário ainda quer nos prejudicar ainda msis

  24. Está em tramitação na ALESP o Projeto de Decreto do Legilslativo nº23 de autoria da Delegada Graciela, que tem o objetivo de SUSTAR os efeitos do Decreto 65021/20 que exige contribuições de 12% e 14% a TODOS os aposentados e pensionistas que recebem ABAIXO do teto de INSS, Eu peço a todos que se sentirem lesados com essa cobrança, que enviem e-mails aos deputados estaduais para que votem em concordância com a SUSPENSÃO dessas cobranças

  25. Senhores deputados , agora acho que é hora de mostrar realmente porque os elegemos ! Que estão aí para defender o povo e contrario a esses decretos absurdos que devastam a vida profissional e de subsistência de profissionais que deram o sangue ou melhor a saúde p/ cumprir seus deveres de verdadeiros cidadãos honestos e trabalhadores . Esperamos somente que revoguem esse decreto , ou seja que tenham pelo menos uma vez a humildade de se colocarem no lugar de nós aposentados e pensionistas de todo estado ,que votem contra desse decreto desse governador que a muito tempo só faz politicagem ao invés de governar e trabalhar em prol do povo , e que nós não temos culpa dessa catástrofe mundial , que nosso salário já está devastado sem dar mais nem para comer e comprar remédios . Esperamos que nos ajude votando contra ! Obrigada !!!

Deixe uma resposta para Gleide Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *